Blog de AE


Em sintonia com a Campanha da Fraternidade 2018, unimos integrantes de várias crenças aqui do Rio Grande do Sul para que, juntos, rezássemos a Oração da Paz, mostrando que assim, unidos, podemos superar qualquer forma de violência, principalmente aquela que tem como causa a intolerância religiosa.
Obrigado a todos que fizeram parte deste vídeo! #JuntosSomosMaisFortes #compartilhe #fraternidade

FONTE:https://www.facebook.com/freisrs/videos/1824540800911649/



 “Fraternidade e superação da violência” é o tema da Campanha para a Quaresma, em 2018. O Evangelho de Mateus inspira o lema: “ Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8).
Silvonei José – Cidade do Vaticano

Todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta a Campanha da Fraternidade como caminho de conversão quaresmal. Um caminho pessoal, comunitário e social que visibilize a salvação paterna de Deus. “Fraternidade e superação da violência” é o tema da Campanha para a Quaresma, em 2018. O Evangelho de Mateus inspira o lema: “ Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8).
A Campanha será lançada oficialmente nesta Quarta-feira de Cinzas e tem como objetivo geral: “Construir a fraternidade, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência”.
De acordo com o Secretário-Geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrichs Steiner, sofremos e estamos quase estarrecidos com a violência. Não apenas com as mortes que aumentam, mas também por ela perpassar quase todos os âmbitos da nossa sociedade. A ética que norteava as relações sociais está esquecida. Hoje, temos corrupção, morte e agressividade nos gestos e nas palavras. Assim, quase aumenta a crença em nossa incapacidade de vivermos como irmãos.
Por ocasião do lançamento da Campanha da Fraternidade 2018 o Papa Francisco enviou uma mensagem ao Presidente da CNBB, o arcebispo de Brasília, Cardeal Dom Sérgio da Rocha.

Eis na íntegra a mensagem do Papa:


Queridos irmãos e irmãs do Brasil!
Neste tempo quaresmal, de bom grado me uno à Igreja no Brasil para celebrar a Campanha “Fraternidade e a superação da violência”, cujo objetivo é construir a fraternidade, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência. Desse modo, a Campanha da Fraternidade de 2018 nos convida a reconhecer a violência em tantos âmbitos e manifestações e, com confiança, fé e esperança, superá-la pelo caminho do amor visibilizado em Jesus Crucificado.
Jesus veio para nos dar a vida plena (cf. Jo 10, 10). Na medida em que Ele está no meio de nós, a vida se converte num espaço de fraternidade, de justiça, de paz, de dignidade para todos (cf. Exort. Apost. Evangelii gaudium, 180). Este tempo penitencial, onde somos chamados a viver a prática do jejum, da oração e da esmola nos faz perceber que somos irmãos. Deixemos que o amor de Deus se torne visível entre nós, nas nossas famílias, nas comunidades, na sociedade.
“É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação” (1 Co 6,2; cf. Is 49,8), que nos traz a graça do perdão recebido e oferecido. O perdão das ofensas é a expressão mais eloquente do amor misericordioso e, para nós cristãos, é um imperativo de que não podemos prescindir. Às vezes, como é difícil perdoar! E, no entanto, o perdão é o instrumento colocado nas nossas frágeis mãos para alcançar a serenidade do coração, a paz. Deixar de lado o ressentimento, a raiva, a violência e a vingança é condição necessária para se viver como irmãos e irmãs e superar a violência. Acolhamos, pois, a exortação do Apóstolo: “Que o sol não se ponha sobre o vosso ressentimento” (Ef 4, 26).
Sejamos protagonistas da superação da violência fazendo-nos arautos e construtores da paz. Uma paz que é fruto do desenvolvimento integral de todos, uma paz que nasce de uma nova relação também com todas as criaturas. A paz é tecida no dia-a-dia com paciência e misericórdia, no seio da família, na dinâmica da comunidade, nas relações de trabalho, na relação com a natureza. São pequenos gestos de respeito, de escuta, de diálogo, de silêncio, de afeto, de acolhida, de integração, que criam espaços onde se respira a fraternidade: “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8), como destaca o lema da Campanha da Fraternidade deste ano. Em Cristo somos da mesma família, nascidos do sangue da cruz, nossa salvação. As comunidades da Igreja no Brasil anunciem a conversão, o dia da salvação para conviverem sem violência.
Peço a Deus que a Campanha da Fraternidade deste ano anime a todos para encontrar caminhos de superação da violência, convivendo mais como irmãos e irmãs em Cristo. Invoco a proteção de Nossa Senhora da Conceição Aparecida sobre o povo brasileiro, concedendo a Bênção Apostólica. Peço que todos rezem por mim.

Vaticano, 27 de janeiro de 2018.
[Franciscus PP.]

Fonte: http://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2018-02/papa-envia-mensagem-aos-brasileiros-por-ocasiao-da-cf-2018.html


JUVENTUDE FRANCISCANA DO BRASIL
SECRETARIADO FRATERNO NACIONAL DA JUFRA DO BRASIL
SECRETARIA NACIONAL DE AÇÃO EVANGELIZADORA
Av. Josino José de Almeida, Farolândia – CEP: 57200-000
Aracaju – SE
Somos gente nova vivendo a união
Somos povo semente de uma nova nação ê, ê
Somos gente nova vivendo o amor
Somos comunidade, povo do senhor, ê, ê

Vamos chamar os índios que ainda resistem
As tribos que ainda insistem no direito de viver
E juntos vamos reunidos na memória
Celebrar uma vitória que vai ter que acontecer, ê, ê
(Baião das Comunidades – Zé Vicente)

Impulsionados pela alegria da celebração da Solenidade de Cristo Rei do Universo, apresentamos a todos/as os/as jufristas do Brasil, a jovem Leandra Lourenço que irá representar nossa Fraternidade nacional na Missão Amazônia que acontecerá em 2018. Essa irmã tem 20 anos e faz parte da Fraternidade Frei Galvão, na cidade de União dos Palmares/AL. Em sua fraternidade local ela está no serviço de Formação e na fraternidade regional (NE B1 – PE/AL) atualmente está como Secretária para o Distrito de Alagoas. Ela foi escolhida a partir de um grupo de 13 irmãos e irmãs que se dispuseram a participar desta experiência missionária.
A alegria se completa porque iniciamos o Ano do Laicato e como é belo poder amadurecer e ver que a concretização e engajamento de nossa juventude em meio à missionariedade. Estamos em sintonia com objetivo geral deste Ano Celebrativo: “Como Igreja, Povo de Deus, celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil; aprofundar a sua identidade, vocação, espiritualidade e missão; e testemunhar Jesus Cristo e seu Reino na sociedade”.
Pelo terceiro ano, a JUFRA do Brasil tem alegria de poder contribuir com esta missão na Pan-Amazônia, através do envio de jovens para estar vivenciando a missão. Nas missões anteriores, Os custos com passagens e deslocamentos giram em torno de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) e por isso que lançamos também uma campanha para arrecadação de donativos que ajudem a cobrir parte desses custos que teremos. Lembrando que esta jovem vai carregando cada um e cada uma jufrista deste nosso imenso Brasil, por isso, colaborar (seja com doações efetivas, seja na divulgação) com a campanha, reforça em nós o senso de fraternidade.
Cada um pode colaborar com qualquer quantia através de depósitos e/ou transferências para a seguinte conta:

Banco do Brasil (Conta Corrente)
Agência: 4391-5
Conta: 13.762-6
Favorecido: Muhammed H. C. Araújo
            Os comprovantes deverão ser enviados para o endereço: jufrabrasil@gmail.com


Fraternalmente,


Washington Lima dos Santos
Secretário Fraterno (Presidente) Nacional (2016-2019)


Muhammed Hochay da Costa Araújo

Secretário Nacional de Ação Evangelizadora (2016-2019)


O Papa João Paulo II organizou o primeiro Dia Mundial de Oração pela Paz em Assis na Itália em 27 de outubro de 1986. Ao todo cerca de 160 religiosos comemoraram o dia juntos celebrando seu Deus e Deuses. Cerca de 32 organizações católicas cristãs e 11 religiões não-cristãs estiveram presentes incluindo: Igreja Católica, Hinduísmo, Sikhismo, Budismo, Judaismo, Islamismo, Animistas, Xintoismo, Zoroatrismo e Fé Bahá’í. 

Em 1993 João Paulo II repetiu o Dia da Oração pelo fim da Guerra da Bósnia e convidou os líderes cristãos, mulçumanos e judeus. Em 24 de janeiro de 2002, organizou novamente outro Dia Mundial da Oração pela Paz em Assis. Cerca de 200 líderes de diversas religiões estiveram presentes. Realizado após o ataque de 11 de setembro, o evento buscava desmotivar o uso da religião com fins violentos no século 21. O Papa condenou veementemente os ataques, dizendo que não existem desculpas ou justificativas para tais atos.

Nessa perspectiva, o Serviço Nacional de Ação Evangelizadora da JUFRA do Brasil convida a todos/as os/as jovens franciscanos/as a fazerem esta experiência em suas fraternidades e comunidades. Nossos irmãos Humberto Martins e Jaqueline Santos preparam um roteiro para que esse momentos possa ser celebrado. Baixe AQUI

Também foi elaborada uma Capa para o Facebook.




No dia 30 de setembro o Regional da JUFRA do RS se fez presente junto aos jovens de Garibaldi, mais precisamente no Sítio Crescer, para realizar um encontro sobre Diálogo Inter-religioso e Formação Humana com cerca de 20 jovens.
Mesmo em uma cidade pequena é possível encontrar jovens que estudam no mesmo colégio, na mesma sala, são vizinhos e vivem contextos totalmente diferentes, de modo especial o religioso e os valores humanos.



Após a apresentação de cada participante, o Regional da JUFRA do RS fez uma pequena exposição da Juventude Franciscana. O que é JUFRA, Fraternidade, São Francisco de Assis, Santa Clara, as Ordens. Em seguida, buscando uma aproximação e partilha de cada um e cada uma, provocando um despertar para si, para o mundo e para a escola, os participantes foram conduzidos a escrever 5 características suas, um problema no mundo, um problema na escola e por fim, uma frase que orientasse sua vida.
Iniciando um olhar inter-religioso, abordou-se a riqueza e o respeito às diferentes religiões, mostrando o material produzido para o III Encontro de Formação Regional da JUFRA do RS que aconteceu em julho de 2017 e o clipe Sim à Diversidade.
Com isso, os participantes, em duplas foram conversar com o intuito de pensar uma solução para os problemas no mundo e na escola, promovendo assim uma mudança de olhar para si, para seus gestos, de como ver um problema e como agir diante de um problema e buscar uma solução.
Após o almoço e um momento de aproximação entre os participantes, em grupo, todos foram convidados a expressar em um cartaz o que levam do dia para a vida. Assim, cada grupo expressou em desenhos e frases os sentimentos e as vivências que tem pensadas a partir do que foi discutido ao longo da manhã.
Em seguida, os jovens foram caminhar e brincar no Sitio Crescer.

Encontro com a IMMF
A secretaria regional da Infância, Mini e Micro Franciscanos (IMMF), Franciele Menger conduziu no dia 01 de outubro, domingo, um encontro junto às crianças que são orientadas por dona Terezinha, moradora da cidade de Garibaldi e muito estimada por muitas gerações de família.
Envolvendo o carisma franciscano, em especial a atenção à ecologia, cada criança foi convidada a representar São Francisco e as mães participaram.
Após, cada uma ia colocando seu olhar para Francisco, para a natureza, para os animais.
A JUFRA do RS agradece o convite, a acolhida e a convivência fraterna que a Franciele, Luiz, Bruna e frei Rômulo receberam na cidade.
Que São Francisco, Santa Clara e Santa Rosa de Viterbo, os conduzam nessa linda caminhada!
Paz e Bem!